Forçar fsck ao iniciar em sistemas systemd

Fsck ao iniciar em systemd
Nos sistemas systemd também é possível agendar o fsck para manter a saúde do seu sistema operacional
Autor: Marcos Carvalho 25 de novembro de 2019

Após alguns desligamentos incorretos, provavelmente seu sistema de arquivos precisará de uma checagem para manter a integridade do seu Linux instalado.

Ele é uma espécie de chkdsk do Windows, que faz uma verificação por entradas defeituosas e corrige pequenos problemas no sistema de arquivos.

Em sistemas mais antigos (antes do systemd) tudo era feito de forma mais simples, criando um arquivo forcefsck na raiz, já fazia seu sistema reiniciar e executar o fskc

Agora, com a entrada do systemd, a coisa mudou de figura.

Forçar fsck na inicialização com tune2fs

O tune2fs é utilizado para sistemas EXT4, EXT3 ou EXT2, que são os sistemas de arquivo padrão para a maioria das distribuições Linux.

Com ele, utilizando a opção -c N (onde N=número de montagens), você determina de quantas em quantas vezes ele irá executar automaticamente. Se quiser que sempre seja executado, deverá ser 1, se for de duas em duas vezes 2, e assim por diante.

Se você colocar o -c 1 ou , ele não executará automaticamente nunca.

Mas antes de fazer, é necessário verificar qual a partição que você quer que execute

Podemos ver isto com o comando:

$ vi /etc/fstab
   
UUID=341fba47-b070-4b09-a03b-51b6ad8d566d /        ext4    errors=remount-ro      0       1
UUID=228d3ce1-edd5-4434-8eef-85c473490934 /home    ext4    defaults               0       2

Também poderá estar da seguinte forma:

$ vi /etc/fstab

/dev/sda1     /               ext4    errors=remount-ro       0       1
/dev/sda2     /home           ext4    defaults                0       2

Note que a última coluna que está 1 e 2 na ordem, indica que poderão passar o fsck, e exatamente nesta ordem.

A partição raiz sempre fica com o 1, e as demais partições com o 2

Se não estiver desta forma, ajuste.

Se tiver em dificuldade para encontrar sua partição também poderá listar com o comando:

$ lsblk

NAME   MAJ:MIN RM   SIZE RO TYPE MOUNTPOINT
 sda      8:16   0 465,8G  0 disk 
 ├─sda1   8:17   0  65,8G  0 part /
 └─sda2   8:22   0 200,0G  0 part /home

Depois de ajustado, podemos enviar o comando para fazer a checagem após o boot

$ sudo tune2fs -c 1 /dev/sdXY

No comando acima, XY significam a partição que você deseja passar o fsck ao iniciar.

LEIA  Conhecendo o Ubuntu e dicas para utiliza-lo

Se quiser cancelar esta checagem, execute o comando abaixo:

$ sudo tune2fs -c -1 /dev/sdXY

Da mesma forma, podemos especificar um intervalo maior entre as checagens de disco – o meu preferido.

$ sudo tune2fs -c 20 /dev/sdXY

Com o comando acima, a cada 20 vezes que você reiniciar o computador, ele irá passar um fsck automaticamente.

Verificando quando foi a última verificação

Você também pode verificar esta informação com o tune2fs

$ sudo tune2fs -l /dev/sdXY | grep checked

Last checked:           Wed Jun   6 18:20:27 2018

Com isto você sempre mantém seu sistema de arquivos funcional e bem limpo.

Espero que tenha ajudado.

Um abraço

Você pode gostar

Lançamento do BigLinux 19.04 Conheça a distribuição Linux brasileira, totalmente grátis e muito legal para você utilizar
RAR no linux: Criar, extrair e senha Tudo sobre o uso de arquivos RAR no Linux. Veja seus comandos com exemplos práticos
Debian 10 – Novidades e como usar Como baixar, instalar e usar o Debian 10 Buster. Veja todas as informações do sistema lançado em julho de 2019. Um dos sistemas mais estáveis do mundo...
Como criar arquivos ISO no Windows, Mac e Linux Aprenda a gravar uma imagem ISO para ter um backup do seu CD ou DVD
Google Chrome não imprime no Linux Quando o Google Chrome no Linux e não imprime diretamente para a impressora.
WalmartBR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.