Como funciona a segurança de alguns programas e aplicativos

Segurança em programas e aplicativos

Aplicativos e programas famosos não fazem sucesso por acaso. Para a boa funcionalidade de cada um que se destaca no mercado, é necessário um toque grande de programação dos desenvolvedores para se certificar de que todas as funções serão executadas sem problemas e com segurança.

No mundo da informática e dos desenvolvedores, é necessário dar uma atenção especial a segurança dos programas e aplicativos para não colocar em risco a privacidade de milhões de pessoas.

Aqui, mostrarei como funciona a segurança de alguns através de seus detalhes no sistema.

Serviço de streaming — Netflix

O Netflix não divulga oficialmente a sua audiência, pois julga que são dados muito preciosos para a empresa. No entanto, é sabido que o serviço de streaming é bastante popular. A série “Fuller House”, por exemplo, atraiu 21,5 milhões de telespectadores nos seus 35 primeiros dias no ar.

Mas além da popularidade, como o Netflix consegue apresentar um serviço de streaming que é tendência na atualidade com segurança?

O aplicativo oferece ao usuário todo relatório de uso do serviço, o que proporciona ao assinante ser o próprio vigilante e controlar o cadastro sem maiores problemas. Basta clicar na página “Sua Conta” e conferir quais sistemas conseguiram logar na conta. Desta maneira, também é possível identificar o IP, e assim ter uma noção clara das pessoas que utilizaram o seu Netflix.

Caso haja alguma movimentação estranha na conta ou algum IP desconhecido que conseguiu acessar, o Netflix oferece uma opção para desconectar o login de todos os dispositivos. Após trocar a senha, essa é uma ação que garante com que o intruso não entre mais no seu cadastro.

Antivírus — Kaspersky

Essencial na vida de qualquer computador ou dispositivo móvel, há diversas opções de antivírus na internet para o usuário escolher, entre grátis ou premium. Considerado um dos melhores do mundo, o Kaspersky se destaca.

O Kaspersky tenta manter as ameaças da web longe do computador, e funciona através de um banco de dados que possui informações gerais sobre os perigos da internet. Nessa lista que contém milhares de dados, o antivírus sabe distinguir o que é nocivo ou não para o usuário, e desta forma age como um vigilante.

Se o antivírus identificar alguma atividade suspeita que não está no banco de dados como objeto nocivo, ele coloca a suspeita na “quarentena”, para poder investigar corretamente sobre esse objeto. É uma maneira eficaz e preventiva de manter o computador seguro, mesmo quando o antivírus não tem conhecimento prévio.

Games Online — PokerStars

O mundo virtual para os jogadores de poker precisa ser muito bem protegido, e o PokerStars tem uma vasta camada de proteção para os usuários. Nesse caso, o site utiliza a aleatoriedade que os algoritmos proporcionam.

Desse jeito, os baralhos são definidos através do sistema randômico que a matemática dos algoritmos gera — não havendo repetição e muito menos um padrão a cada embaralhamento das cartas.

Comunicação — Whatsapp

O Whatsapp já superou mais de 1 bilhão de usuários no mundo, e a tendência é que o aplicativo siga se popularizando. Entre as principais curiosidades do aplicativo, desde o ano passado esse serviço de comunicação utiliza um sistema de criptografia para proteger os usuários de possíveis ameaças.

Esse sistema de proteção é classificado como “end to end” ou “ponto a ponto”, ou seja, funciona desde o momento que a mensagem é enviada até chegar ao destinatário. Dessa maneira, o texto, áudio ou vídeo sai do dispositivo criptografado e só é desvendado quando chega no usuário final.

Através de um forte sistema de cifragem, a empresa afirma que as mensagens não são passíveis de recuperação. Uma vez entregue, apenas o destinatário e a pessoa que enviou conseguem ver o conteúdo da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *